O Primeiro Impacto do Covid-19 nas Locações

Vivemos um momento ímpar! 

A pandemia do COVID-19 e, por conseguinte, a crise financeira que automaticamente se instala em todos os setores é deveras preocupante, notadamente no momento em que nós, administradores de imóveis, precisaremos de soluções rápidas e seguras, com o propósito de atender aos anseios de proprietários e inquilinos.

É preciso sensatez e equilíbrio, por  tratar-se de uma situação nova, delicada e que carece de bom senso e muito tato, visto que o nosso maior objetivo é manter o inquilino no imóvel e mais ainda, fazer com que ele consiga cumprir confortavelmente os compromissos assumidos com a locação.

 Não custa lembrar que essa crise impacta  ambos os lados, já que locadores e locatários sofrem com a situação.

Diante desse cenário, nos parece que a partir de agora o principal papel dos administradores imobiliários é encontrar soluções inteligentes e práticas, que serão o remédio para as negociações. Conversar, ponderar, convencer serão tarefas diárias para nossos profissionais.

Ouvir e apreciar propostas, discuti-las cuidadosamente com os gerentes orientar o pessoal da linha de frente, são fundamentais para encontrarmos um denominador comum que atenda a todos nós. Afinal, o objetivo é estar aberto ao diálogo e manter os inquilinos nos imóveis .

Não devemos deixar de ter racionalidade econômica, até essa tempestade passar. Analisar caso a caso, mês a mês, nos parece uma boa pedida.

Tudo isso pode (e deve) ser feito remotamente, diante da necessidade imperiosa de mantermo-nos, a bem de todos, isolados.

Os processos digitais que hoje dispomos ao nosso alcance, favorecem sobremaneira o atendimento e permitem, felizmente, negociações à distância, num tempo recorde.

Em quase 50 anos de mercado, embora tenhamos enfrentado outras crises, nunca passamos por nada igual.

Tenho muita fé que juntos conseguiremos seguir em frente e que a lição que a vida nos dá hoje, por certo muito contribuirá para melhorarmos ainda mais como pessoas.

Estamos conscientes que precisamos mais e mais encontrar novos caminhos para que todos tenham as mesmas oportunidades e que sejam plenamente felizes.

Vamos, que vamos!

Sérgio Sampaio

Comments: 2

Deixe seu comentário